segunda-feira, 6 de junho de 2011

Escolares negociam convenção coletiva

Vânia, dos autônomo e pequenas empresas, e Chico, das grandes empresas


Negociação envolve São Paulo, Guarulhos e 
Alto Tietê, ABC, Osasco e Baixada Santista

A categoria dos transportadores escolares ainda está tentando fechar um acordo para a celebração da convenção coletiva com os novos pisos salariais que irão vigorar até o final de abril de 2012. A data base da categoria é em 1º de maio, mas até o momento ainda não houve acordo. Segundo Vânia Gurgel, presidente do Simetesp, sindicato que representa os transportadores escolares autônomos, cooperativas e as pequenas empresas, a expectativa é resolver a questão até antes do final de junho.
A negociação envolve trabalhadores das regiões de São Paulo, Guarulhos e Alto Tietê, ABC, Osasco e Baixada Santista. Inicialmente, eles reivindicavam um aumento de 20%, enquanto as empresas ofereciam 6%, que corresponde à variação da inflação medida pelo IPCA. Hoje, o piso salarial do motorista é de R$ 828,00, enquanto o ajudante ganha um salário mínimo, e ambos por 44 horas semanais de trabalho, mais cesta básica.
“Estamos conversando sobre um aumento de 11%, que já é um percentual superior a todos os acordos que fizemos desde 2000, mas ainda não tem nada fechado”, explica Vânia.






Nenhum comentário:

Postar um comentário