sexta-feira, 29 de junho de 2018

Cuidado com o golpe do Seguro DPVAT


O telefone tocou falando que era do Seguro DPVAT e oferecendo ajuda para dar entrada no benefício ou para receber a sua indenização mais rápido? Cuidado, você pode ser uma vítima do golpe do Seguro DPVAT, onde pessoas se aproveitam de momentos frágeis como os acidentes de trânsito para receber seu benefício por você. Saiba como se proteger dessas tentativas:

Como evitar o golpe do Seguro DPVAT?
O golpe consiste em uma pessoa entrando em contato com o beneficiário para oferecer serviços ou facilidades, como dar entrada no seu benefício para você ou, até mesmo, fazer com que você receba seu benefício de forma mais rápida. Essas promessas, na maioria das vezes, fazem com que esse importante benefício social não chegue aos seus beneficiários de direito.

Para evitar que isso aconteça, estamos aqui para te dizer que nenhum funcionário da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT no país ou de qualquer seguradora consorciada, está autorizado a entrar em contato com vítimas ou beneficiários para oferecer qualquer tipo de serviço. Fique ligado: pedir, acompanhar e receber a indenização do DPVAT são serviços gratuitos e você mesmo pode fazê-los!

Como receber mais rápido?
Essa é uma das promessas mais feitas pelos aproveitadores, galera, mas só aqui você encontra a dica certa! Quer receber a indenização do Seguro DPVAT de forma mais rápida? Basta apresentar a documentação correta logo no início do seu pedido e acompanhar de pertinho as movimentações lá no site da Seguradora Líder, onde você receberá as informações seguras sobre todas as etapas de análise até o recebimento. Vale lembrar que a indenização do Seguro é liberada em até 30 dias quando o pedido é feito de forma correta.

Como você pode fazer a sua parte: Canal de Denúncias
Foi vítima ou ficou sabendo de algum caso em que as pessoas tenham solicitado a indenização do Seguro DPVAT sem que tenham se ferido em acidente de trânsito? Faça a sua parte e denuncie através do 0800 022 12 05 ou clicando aqui. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais é necessário se identificar.

Fonte: Portal do Trânsito

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Visa e Easy oferecem descontos em corridas de táxi nas vitórias do Brasil


A Visa, patrocinadora oficial da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018, e a Easy (www.easytaxi.com) oferecem descontos progressivos em corridas de táxi pelo app durante a Copa do Mundo FIFA 2018, oferecimento Visa. Os resultados dos jogos do Brasil determinarão os benefícios oferecidos aos passageiros de táxi que realizarem o pagamento com Visa Checkout (https://www.visa.com.br/pague-com-visa/visa-checkout.html), utilizando seu cartão Visa cadastrado, em todo o país. Se o Brasil for o Hexacampeão, o desconto será de 100% e limitado a R$ 30,00.

Os passageiros de táxi terão desconto no dia seguinte da vitória doBrasil ao pagar as corridas com Visa Checkout, utilizando seu cartão Visa cadastrado. Atualmente, os passageiros já tem 30% de desconto em todas as corridas pagas desta forma. Com a campanha e as vitórias do Brasil, o desconto aumenta a cada jogo (limitado sempre a R$15), podendo chegar em 100% em caso de hexa! O desconto é aplicado automaticamente ao final das corridas elegíveis pagas com Visa por meio do Visa Checkout e é válido para cinco usos por passageiro. No dia seguinte da final da Copa do Mundo FIFA Rússia2018 (16/07), será uma viagem com desconto por passageiro em caso de vitória brasileira.

O app da Easy está disponível gratuitamente para iOS e android.

Como cadastrar o Visa Checkout no aplicativo Easy

1.       Cadastre-se no aplicativo da Easy
2.       No app da Easy, clique na opção "Meus Cartões" do menu principal.
3.     Selecione o botão do Visa Checkout e siga os passos para criar sua conta.
4.       Selecione seu cartão Visa dentro do Visa Checkout e confirme.
5.      Peça sua corrida e pague-a com o Visa Checkout, utilizando seu cartão Visa cadastrado.
6.      O desconto será aplicado automaticamente e o usuário visualizará ao final da corrida

Regulamento da ação: https://s3.amazonaws.com/promo.easytaxi.com/br/Regulamento-VisaCheckout-COPA/index.html


Sobre a Easy
A Easy, empresa pioneira que mudou a forma como as pessoas pedem táxi, foi criada no Brasil em 2011 e hoje está presente com seu aplicativo em nove países e 400 cidades. A Easy nasceu da inovação e nunca perdeu essa premissa, aprimorando constantemente o aplicativo e se adaptando às mudanças de comportamento e necessidade dos usuários em cada cidade. Além de maior segurança e liberdade de mobilidade aos seus passageiros, a Easy oferece o serviço Corporate, para que empresas tenham menores custos e maior controle sobre o uso de transporte corporativo.

Sobre a Visa
Visa Inc. (NYSE:V) é a empresa líder em pagamentos digitais no mundo. Nossa missão é conectar o mundo por meio do que há de mais inovador, confiável e seguro em meios de pagamentos – permitindo que pessoas, negócios e economias prosperem. Nossa avançada rede de processamento global, a VisaNet, oferece pagamentos seguros e confiáveis em todo o mundo e é capaz de processar mais de 65.000 transações por segundo. O foco implacável da empresa em inovação é um catalisador para o rápido crescimento do comércio conectado em qualquer dispositivo e uma força motriz por trás do sonho de um futuro sem dinheiro em papel para todos, em todos os lugares. À medida que o mundo passa do analógico para o digital, a Visa insere sua marca, produtos, pessoas, rede e escala para remodelar o futuro do comércio.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Dicas para taxistas: 10 dicas para otimizar cada vez mais o seu atendimento

Resultado de imagem para taxista png
Que tal prestar um serviço de grande utilidade pública, poder trabalhar em horários diferenciados e ainda ser seu próprio patrão? Todos esses são benefícios que podem ser aproveitados por quem escolhe ser motorista de táxi! Mas, para garantir que o negócio seja bem administrado e lucrativo, é necessário investir em elementos que diferenciem seus serviços da concorrência. Confira dicas para melhorar sua prestação de serviço!

1. Bom atendimento
A corrida de táxi é uma prestação de serviços como muitas outras em que os clientes recomendam e voltam, quando sentem que são bem atendidos. Por isso, a primeira dica é simples: seja gentil com seus passageiros! Agindo desta forma, certamente eles irão chamar você para outras corridas no futuro.

2. Procure manter a manutenção do seu veículo sempre em dia
Você não pode correr o risco de ficar com seu táxi apresentando defeito no meio de uma corrida, isso deixaria uma péssima impressão. Por isso, é essencial levar seu veículo ao mecânico com frequência. Fale com seu mecânico de confiança e deixe pré-agendadas todas as revisões em seu veículo. Fazer manutenção a cada seis meses ajuda na conservação do veículo, melhora o desempenho e você economiza nas manutenções maiores, causadas pela falta de manutenção.

3. Respeite as regras de trânsito
Outro ponto importante que merece atenção é manter os passageiros seguros. Não faça ultrapassagens perigosas, não avance o sinal vermelho e respeite as regras de trânsito. Sempre que necessário, faça uma atualização para reforçar seus conhecimentos sobre o assunto. Em alguns municípios, já é obrigatório você fazer um curso de reciclagem todos os anos para renovar sua licença. 

4. Aprenda uma segunda língua
Esse é um ótimo diferencial para quem presta serviços de táxi. Principalmente em cidades que recebem muitos turistas. Saber falar espanhol ou inglês pode ser muito útil na hora de atender bem clientes estrangeiros. Não esqueça de deixar seu cartão e oferecer seus serviços para outras corridas durante a estadia destes passageiros pela cidade. A dificuldade deles em se comunicar com as pessoas de sua cidade pode fazer com que você seja a principal opção dele quando precisar se deslocar. Lembre-se de oferecer serviços de city tour também. Leve-os para conhecer a cidade e os principais atrativos turísticos. Em se tratando de dicas para taxistas, esta realmente pode ser um diferencial valioso na sua prestação de serviços.

5. Conheça muito bem a cidade
Com o tempo, o taxista começa a conhecer muito bem a cidade em que trabalha. Isso é muito importante para garantir uma excelente prestação de serviço para os seus passageiros, mas tente se antecipar e estude as principais rotas para levar seus passageiros com segurança e de forma mais rápida aos lugares que pretendem ir. Estude atalhos que possam fazer a corrida ser mais rápida ou que possam desviar seu passageiro do trânsito nas horas de pico. Mas lembre-se, dar voltas desnecessárias pela cidade é uma das piores impressões que um passageiro pode ter de um taxista. Não tente tirar vantagem se um passageiro é novo na cidade ou se ele está a passeio.
6. Tenha um bom ar-condicionado
Simples assim! Esta é uma das dicas para taxistas que mais levam conforto ao passageiro. Invista neste conforto para que eles lembrem com satisfação da corrida e chamem seus serviços novamente. Lembre-se de fazer a manutenção e higienização dos filtros a cada seis meses para garantir que seu táxi não venha a ter odores desagradáveis vindos da má conservação destes filtros.

Imagem relacionada7. Tenha uma lista atualizada ou um catálogo local com dicas de restaurantes, cinemas e atividades culturais
Para se diferenciar dos concorrentes, é importante oferecer algo a mais. Se além de uma boa corrida, você puder dar boas dicas de estabelecimentos comerciais na cidade para quem estiver procurando, melhor ainda. Mas só dê dicas de locais em que realmente tenha confiança na qualidade do serviço oferecido para que os passageiros lembrem positivamente de você. Tente fazer parcerias com alguns destes locais. Talvez eles possam pagar parte da corrida de seu passageiro. Assim, quando eles retornarem à cidade e quiserem visitar novamente aquele local, lembrarão de chamar você para levá-los lá novamente.

8. Wi-fi grátis!
Hoje em dia todo mundo quer ficar conectado, seja por motivos de trabalho ou para simples entretenimento. Uma das dicas para taxistas que mais se destaca é oferecer um serviço de internet grátis. Você já pensou em se diferenciar da maioria dos taxistas oferecendo este plus para os seus passageiros? Pense nisso. É um serviço que não custará caro pra ser implantado e você compartilha sua rede de dados com o passageiro durante a corrida.

9. Escolha fornecedores de confiança
É importante contar com mecânicos de sua confiança, que possam resolver problemas eventuais com rapidez e qualidade. Também é fundamental ter na lista de fornecedores bons postos de gasolina para abastecer o carro, boas borracharias e um bom serviço de limpeza. Tudo isso contribui para que sua principal ferramenta de trabalho, o táxi, esteja sempre em ordem e funcionando perfeitamente. Lembre-se de identificar estes serviços nas rotas que você fará com seu passageiro. Também é importante manter um catálogo atualizado com estes serviços.

10. Facilidade no pagamento
E para finalizar esta lista ofereça mais de uma forma de pagamento. Nem todo mundo anda com dinheiro na carteira, hoje em dia, por isso, disponibilizar o pagamento com cartão é uma forma de se destacar da concorrência. Apesar de não ser uma novidade dentro dos táxis, ainda assim existem prestadores de serviço que não fornecem esta facilidade.

Então, você poderá ter vantagens, prestando serviço com mais qualidade e garantindo a satisfação de seus passageiros.

Fonte: Icetran

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Como se tornar um taxista em São Paulo?

Veja os passos necessários para se tornar um taxista profissional e legalizado.

Os serviços de táxi são atividades de interesse público e como tal, são regulados pelo governo. Os carros que prestam este serviço são autorizados a trabalhar através de licenças emitidas pelas Prefeituras, bem como, os taxistas só podem exercer a atividade depois de credenciados no órgão municipal de trânsito responsável.


Para ser taxista em São Paulo é necessário um documento chamado Condutax que é emitido pela prefeitura. Você precisa se inscrever no Cadastro Municipal de Condutores de Táxis de São Paulo. Atualmente existem mais de 60 mil pessoas em São Paulo que possuem Condutax, isto significa que elas podem ser motoristas de táxi. Além de se tornar um taxista você precisa comprar um táxi. Um carro para táxi precisa de uma licença especial emitida pela prefeitura que se chama alvará de estacionamento, livre ou privativo.


Para tirar o seu Condutax você precisa ir até o Departamento de Transportes Públicos (DTP/SMT) de São Paulo. O Condutax é liberado no mesmo dia e tem a mesma validade da sua carteira de habilitação. Mas para solicitar o Condutax você precisa de alguns documentos. Um deles é comprovante de realização do Curso Especial de Treinamento e Orientação em uma das escolas autorizadas pelo DTP. Você pode encontrar estas escolas no site da Prefeitura. O curso dura 32 horas e não tem preço fixo, cada escola pode possuir o seu.


Todos os documentos que você precisa para tirar o Condutax e se tornar um taxista são: RG; CPF; CNH profissional; Comprovante de residência; Certidões de Distribuição e Execução Criminal; e Certificado de conclusão do Curso Especial de Treinamento e Orientação. Atualmente a prefeitura não está emitindo novos alvarás e por isso é necessário comprar um alvará que já exista de um taxista que deseje vender. Por lei é permitido que um mesmo alvará seja usado por mais de um motorista. Desta forma é comum um motorista usar o alvará durante o dia e o outro durante a noite.


Para aquelas pessoas que não puderem ou não quiserem gastar com uma licença, ela pode optar em trabalhar com um táxi de frota. Táxis de frotas são veículos de empresas de táxis que ficam disponíveis para taxistas em troca do pagamento de um valor diário, semanal ou mensal.


Dentro da profissão os serviços de táxi se subdividem nas categorias: táxi luxo, táxi especial, táxi comum, táxi comum-rádio, táxi lotação, táxi mirim e moto-táxi. Praticamente todas estas modalidades utilizam taxímetro e, assim sendo, calculam a tarifa a ser cobrada a partir do somatório da tarifa inicial, conhecida como bandeirada (tarifa métrica ou horária). Geralmente, a bandeira mais utilizada em circunstâncias normais, é a bandeira 1. O taxista somente irá acionar a bandeira 2, que implica em um acréscimo ao valor da corrida, quando o transporte ocorrer por exemplo em horário noturno ou em estrada de chão.


Existe ainda uma modalidade de táxi chamada de táxi acessível. É um tipo de táxi criado para transportar idosos ou pessoas com deficiência física ou dificuldade de locomoção. É um mercado ótimo já que existe poucos concorrentes e você acaba se diferenciado dos demais táxis da cidade.

Fonte: Folha do Motorista

quarta-feira, 20 de junho de 2018

6 dicas de segurança para evitar acidentes de trânsito

Se você é motoristas, sabe bem o que é ficar o dia todo no trânsito. A tarefa está longe de ser uma das mais fáceis e, para ser bem-sucedido, exige atenção máxima. Em se tratando de direção e trânsito, qualquer deslize pode acabar em acidente — algo que ninguém quer!

Para o motorista, seu carro é sua empresa. Por isso é importante se ligar que o desgaste que uma colisão causa também é sinônimo de um baita prejuízo financeiro: imagina ficar dias com o veículo parado e sem chances de aumentar os ganhos?
Pensando nisso, levantamos aqui algumas dicas de segurança no trânsito que podem tornar essa tarefa um pouco mais fácil.

1. Atenção aos outros motoristas

Trabalhar dirigindo exige atenção em vários focos e um deles é na atuação de quem dirige ao seu redor. Infelizmente nem todo mundo sabe como ser motorista — ainda existem pessoas que insistem em ser imprudentes, sem interesse em ser um profissional de verdade. Para evitar colisões ou qualquer outro desgaste, esteja sempre atento a todo momento.
Além disso, fique de olho na forma como os outros dirigem. Essa é uma forma de entender melhor o que eles costumam fazer e estar sempre preparado para as movimentações.

2. Foco apenas nos apps
Você já deve ter ouvido falar que atender ligações, usar o WhatsApp ou outros aplicativos do tipo enquanto estiver dirigindo é furada, né? Ainda assim, há motoristas que se envolvem em ciladas por estarem com sua concentração comprometida. Por isso, o uso deve ser restrito aos próprios aplicativos para motoristas.
Então é bom tomar cuidado! Essas funções e outros apps devem ser usados quando o carro estiver parado.
Digite o endereço do local a que vai se dirigir ainda quando o veículo estiver parado e, depois disso, suspenda o uso. Essa é a forma mais segura de trafegar!

3. Distância segura dos outros carros
Entre as dicas de segurança no trânsito que podemos listar aqui, não poderíamos deixar de falar da distância entre os veículos. Essa tática faz parte da direção defensiva e deve ser aplicada sempre que possível.
Segundo alguns especialistas do trânsito, no caso de quem roda na cidade, o ideal é que seu carro fique posicionado de forma que seja possível ver os pneus do veículo da frente de forma completa.
Vai dirigir em uma rodovia? Então a distância deve ser um pouco maior. O recomendado nesse caso é que esteja a três segundos de distância do carro da frente, pois essa é a melhor forma de conseguir frear e parar o veículo sem nenhuma colisão caso seja necessário.

4. Humor e saúde em dia também é segurança
Por mais que algumas pessoas neguem, a verdade é que nem sempre estamos aptos a pegar o volante. Para dirigir, é preciso estar com boas condições físicas e emocionais.
Nesse caso, por mais que esteja bem fisicamente, pode ser que o motorista esteja com a cabeça cheia, o que compromete a concentração.
Para ser prudente no trânsito, é também preciso avaliar a si mesmo. Pense que os níveis de estresse emocional podem provocar a desatenção e acabar favorecendo algum tipo de acidente.
Os limites físicos devem ser igualmente respeitados. Se estiver extremamente cansado, com sono ou algum tipo de dor, deixe para dirigir apenas quando esses sintomas tiverem ido embora. Analise-se com frequência e, caso não esteja em boas condições, recuse-se a dirigir!

5. Carro e acessórios sempre em dia
Essa dica pode parecer um pouco clichê, mas é deixada em segundo plano por muitas pessoas (inclusive motoristas profissionais). É claro que a maioria dos acidentes são causados por falha humana, mas uma parcela considerável acontece por falta de manutenção do veículo, então não entre nesse índice.
Muitas vezes o pneu está careca e não foi calibrado, fazendo com que o carro acabe tendo a estabilidade comprometida. Ou, ainda, uma luz de seta queimou e fica difícil realizar a sinalização com mais segurança. Os exemplos são os mais diversos, mas é bom considerar todos os detalhes.
Portanto, não deixe de fazer a manutenção e checar se o veículo está em boas condições antes de começar a trefegar com ele por aí.

6. Cruzamento e pista molhada, atenção redobrada!
Para fechar nossa lista de dicas, não poderíamos deixar de abordar esse assunto. Em caso de chuvas ou pista molhada, é bom ter ainda mais cautela. Nesse caso, o motorista deve ficar seis segundos atrás do carro da frente — o dobro da distância normalmente indicada.
Outro cuidado importante nesse tipo de situação é trafegar pelas pistas centrais. Como costumam acumular menos água, elas fazem com que você fique um pouco mais protegido da temível aquaplanagem (que é quando a água fica entre os pneus e o solo e o carro fica sem controle). Além disso, esteja com a velocidade reduzida e com muita calma.
Os cruzamentos também merecem um olhar especial e mais prudência, pois são muito perigosos. Sempre existe o risco de um apressadinho passar no sinal vermelho e acabar pegando alguém que arrancou assim que o semáforo abriu. Essas colisões costumam ser bem graves, então não tenha pressa de sair assim que o sinal mudar de cor.

Depois de conhecer algumas dicas de segurança no trânsito, não deixe de colocar cada uma delas em prática. Lembre-se: conhecimento sem prática não adianta nada, então hora de fazer com que esses cuidados virem realidade.

Fonte: Vida de Motorista

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Estudo revela que passageiros de taxi economizam 30% do tempo em corredores de ônibus

Estudo da Easy mostra que faixas exclusivas beneficiam modalidade de transporte público

Os usuários de táxi em São Paulo economizam em média 30% do tempo ao utilizarem corredores de ônibus. O estudo da Easy, conduzido pela equipe de Data Science & Business Intelligence, considerou percursos de corridas em trajetos de alta concentração de veículos em
trechos críticos e acessos para regiões importantes: Corredor Norte-Sul e Pinheiros-Aeroporto de Congonhas.
O aplicativo monitorou por 18 meses o desempenho dos táxis nos corredores de ônibus e de carros nas vias comuns, e concluiu média de 30% de redução de tempo nestes trechos. O estudo considerando corridas entre 16h e 21h e em todos os dias da semana. 

Em uma segunda-feira, por exemplo, uma corrida de carro no trecho corredor norte-sul leva 01h07min53seg. Já pelos corredores de ônibus e com os táxis da Easy, o tempo é 31,90% menor: 46min14seg. O cálculo médio das corridas analisadas para o trecho com táxi no corredor apresentam tempo de percurso 30.45% menores que as corridas realizadas com carros, considerando todos os dias da semana.

Entre Pinheiros e o Aeroporto de Congonhas, o resultado foi semelhante, e as corridas de táxi apresentam tempo de percurso 31.24% mais rápidas. Por exemplo, uma corrida de Easy no corredor de ônibus em uma sexta-feira horário de pico foi de 47min5seg já com o carro levou 1h9min32seg. Baseado no cálculo da corrida média para este trecho, as corridas de táxi apresentam tempo de percurso 31.24% menores, considerando todos os dias da semana. 

“É importante que o usuário entenda as vantagens de cada modal de transporte. Para os táxis há comodidade, segurança e rapidez. Essas características são reforçadas em dias úteis da semana em horário de pico. O estudo mostra que há benefício efetivo de deixar seu carro em casa e utilizar o táxi nos corredores de ônibus”, explica Bruno Mantecón, CEO da Easy no Brasil. “Hoje, o tempo é um bem muito valioso para todos. Seja um profissional ou para toda a família, há situações que precisamos fazer escolhas conscientes. Afinal, quem nunca se atrasou um pouco para um voo e ficou olhando o relógio parado no trânsito?”, conclui
Mantecón. 

Sobre a Easy
A Easy, empresa pioneira que mudou a forma como as pessoas pedem táxi, foi criada no Brasil em 2011 e hoje está presente com seu aplicativo em nove países e 400 cidades. O aplicativo nasceu da inovação e nunca perdeu essa premissa, sendo constantemente aprimorado adaptando-se às mudanças de comportamento e necessidade dos usuários em cada cidade. Além de maior segurança e liberdade de mobilidade aos seus passageiros, a Easy oferece o
serviço Corporate, para que empresas tenham menores custos e maior controle sobre o uso de transporte corporativo.

Fonte: Pesquisa Easy

quinta-feira, 14 de junho de 2018

14 de junho é o Dia Mundial do Doador de Sangue

Comemorar a data fazendo uma doação ajuda a salvar vidas!

Nesta quinta-feira, 14, é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, e todos podem participar desta data fazendo sua doação na Fundação Pró-Sangue. Os tipos sanguíneos O positivo e O negativo são os que estão em situação mais crítica no estoque da Fundação, mas doações de todos os tipos são bem vindas.
Para doar é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 67 anos, pesar no mínimo 50k, estar descansado e bem alimentado e portar um documento original com foto emitido por órgão oficial. Escolha um dos postos da Pró-Sangue no site da Fundação e faça sua doação.

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Inspeção veicular será obrigatória em todo o Brasil até 2020

Carros para até sete passageiros a partir de três anos de uso serão vistoriados a cada dois anos

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) determinou a realização da inspeção veicular em todo o país.
Os órgãos estaduais de trânsito (Detran) terão até 31 de dezembro de 2019 para iniciar o Programa de Inspeção Técnica Veicular.
Participarão da vistoria todos os veículos de até sete passageiros, com mais de três anos de uso, e veículos de passageiros fabricados há menos tempo, mas que tenham sofrido acidente com danos médios ou graves.
Nesse caso, porém, o próprio Contran ainda não explicou como será realizada esta avaliação dos danos.
Haverá cobrança de taxa pela inspeção técnica veicular (ou ITV, sigla atribuída ao projeto da vistoria), cujo valor ainda não foi determinado neste primeiro momento. Certo é que os veículos reprovados não pagarão uma nova taxa para refazer a vistoria.
O modelo é semelhante à inspeção veicular implantada na cidade de São Paulo em 2010 pelo então prefeito Gilberto Kassab e extinta três anos depois pelo sucessor Fernando Haddad – que até abriu licitação para realizar uma nova inspeção, o que nunca aconteceu.
Os carros obrigados a realizar a vistoria precisarão fazê-la a cada dois anos. Apenas veículos aprovados poderão ser licenciados.
Caberá aos próprios Detran locais ou empresas credenciadas realizar a fiscalização. O Inmetro deverá inspecionar e aprovar o uso de equipamentos e instrumentos necessários para realizar a vistoria.
Veículos destinados ao transporte de carga ou passageiros precisarão repetir o procedimento em menos tempo. Os prazos, porém, ainda não foram definidos.

Carros tunados estão na mira
O Denatran afirmou que serão verificados os níveis de emissões de poluentes e ruídos e o estado de alguns componentes, como o sistema de escapamento.
Será analisado também o estado de circulação do automóvel, incluindo a conservação de pneus, freios, rodas e equipamentos de segurança.
Acessórios proibidos por lei também serão analisados e podem determinar a reprovação do veículo. Carros que tiverem defeitos graves ou muito graves ou não atingirem os parâmetros de emissões de ruído e poluição também podem ser reprovados. O Contran promete que o sistema de direção será analisado a partir do segundo ano de inspeção.

Inspeção sem sair de casa
A verificação poderá ser presencial ou remota, considerando os sistemas de diagnóstico presentes nos carros atuais. O Denatran ainda não informou como isso acontecerá, dizendo apenas que a verificação remota ocorrerá por meio de “sistemas informatizados” e “sistemas de monitoramento de inspeções”.
Um cronograma das ações deve ser divulgado até 1º de julho de 2018. A obrigatoriedade se dá para que as fabricantes tenham tempo de realizar ajustes em veículos que possam estar fora das especificações.

Fonte: Quatro Rodas. Lnk: https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/inspecao-veicular-sera-obrigatoria-em-todo-o-brasil-ate-2020/

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Veículos da prefeitura passarão por inspeção para controle de emissões



O prefeito de São Paulo, promulgou, na quinta-feira (7) lei aprovada pela Câmara dos Vereadores que prevê a obrigação de realização de inspeção veicular em veículos usados pela administração visando ao controle de emissão de poluentes tóxicos e ruídos. A lei se estende a veículos usados por meio de concessão, mas exclui ônibus do transporte público e vans escolares. O Poder Executivo deverá regulamentar a lei no prazo de 120 dias.
A lei proposta pelo vereador Caio Miranda Carneiro prevê que o programa de inspeção deverá observar os procedimentos e instrumentos de medição, bem como os padrões máximos de emissão de ruído e de poluentes tóxicos, conforme definidos pelos órgãos federais, estaduais e municipais competentes. Um dos artigos diz que as inspeções deverão ser programadas de modo a não prejudicar a disponibilidade dos serviços públicos, observando-se uma periodicidade máxima de um ano.
A nova lei prevê ainda que a prefeitura deve criar um selo ou qualquer outro meio de sinalização dos veículos inspecionados e divulgará também pela rede mundial de computadores informações sobre os resultados e data de inspeção realizada.
O documento diz que a realização do programa próprio de inspeção não exime a administração pública das ações fiscalizatórias por parte dos órgãos competentes, "devendo o Poder Executivo manter canal de comunicação para o recebimento de denúncias dos munícipes, sem prejuízo dos demais sistemas de controle interno e das obrigações contratuais assumidas".
Em nota publicada em seu site, o vereador autor do projeto comemorou a sanção. "Já que há nove anos não cumprimos uma lei aprovada nesta casa (referindo-se à Lei das Mudanças Climáticas, que prevê a renovação da frota de ônibus na capital paulista com emprego de combustíveis de fontes renováveis) que pelo menos a prefeitura faça a sua parte".

Fonte: Estadão. Link:  https://sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral,veiculos-da-prefeitura-de-sp-passarao-por-inspecao-para-controle-de-emissao-de-poluentes,70002342010

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Morar perto de ciclovia aumenta em 154% o uso de bicicleta em SP

Pesquisa foi realizada por pesquisadores da USP

Morar perto de uma ciclovia (até 500 metros) aumenta em 154% a chance de usar a bicicleta como meio de transporte na cidade de São Paulo. A conclusão é um estudo feito por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) com a colaboração de colegas da Universidade de Melbourne, na Austrália.
A pesquisa, que contou com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, avaliou a relação da locomoção ativa por duas rodas e a proximidade com estações de metrô e trens. Segundo os resultados, o transporte sobre trilhos, em um raio de até 1,5 mil metros, aumenta em 107% a chance de usar a bicicleta. O trabalho feito a partir de um amplo estudo desenvolvido pela USP ouviu 3,1 mil pessoas sobre o perfil da saúde dos moradores na capital paulista.
O percentual de total de adultos que usam a bicicleta para se locomover na cidade é 5,1%. O número é considerado baixo pelo professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP) Alex Florindo. Para ele, a meta deve atingir os níveis encontrados na Dinamarca e Holanda. “[Esses países têm] em torno de 27% a prevalência do uso da bicicleta como forma de transporte. O nosso sonho é chegar próximo a esses países, de quase 30%”, ressaltou.
Apesar do estudo ter feito o recorte de como o ambiente influencia nos hábitos das pessoas, Florindo enfatiza que adoção de novas atitudes depende de uma série de fatores. O pesquisador faz um paralelo, por exemplo, do impacto da crise do petróleo de 1973 e a greve dos caminhoneiros nas últimas semanas. “A gente teve um bom experimento natural que aconteceu na semana passada: a greve dos caminhoneiros e a falta de combustível. Aumentou muito a quantidade de pessoas que usaram a bicicleta aqui em São Paulo. Na Holanda aconteceu isso, de uma forma um pouco mais grave, com a crise do petróleo na década de 1970”.
As políticas públicas também precisam, segundo o professor, ser pensadas de forma ampla. Florindo destaca, por exemplo, a necessidade de promover a integração entre as vias para bicicletas e o transporte público. “Nós temos muitas ciclovias e estações de trens e metrôs, mas ainda não tem um projeto para coordenar isto. Precisa melhorar essa coordenação, essa ligação".
Florindo lembra que a infraestrutura específica é um fator básico para dar segurança e incentivar a locomoção ativa na cidade. “Se não tiver ciclovia, em um trânsito tão violento como nós temos no Brasil, as pessoas não vão usar”.

Fonte: R7. Link: https://noticias.r7.com/sao-paulo/numero-de-mortes-de-motociclistas-lidera-as-estatisticas-em-janeiro-20022018

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Prefeitura sanciona lei que proíbe mototáxi em São Paulo

Em caso de descumprimento, será aplicada multa de R$ 1 mil.

O prefeito Bruno Covas sancionou nesta terça-feira (5) uma lei que proíbe a utilização de motocicletas para o transporte de passageiros - os mototáxis - em toda a capital. Publicada nesta quarta-feira (6) no Diário Oficial, a lei também proíbe o transporte de material inflamável ou de qualquer outro que coloque em risco a segurança.
Em caso de descumprimento, será aplicada multa de R$ 1 mil. A motocicleta será apreendida se houver reincidência.
Uma lei federal de 2009 regulamentou em todo o país a profissão de mototaxista, mas deixou a cargo dos municípios estabelecer as regras para o serviço, o que não tinha acontecido ainda na capital.
A falta de regulamentação específica já causou polêmica em 2016 quando aplicativos de transporte particular usaram a brecha na lei.
O projeto de proibição é de autoria dos vereadores Antônio Donato (PT) e Adilson Amadeu (PTB) e foi aprovado no dia 3 de maio na Câmara Municipal.
Na justificativa, os vereadores afirmam que a lei é necessária para garantir a segurança dos munícipes. Eles destacam o alto número de acidentes com mortes envolvendo motocicletas e também o número de pessoas com deficiências decorrentes destes acidentes.

Fonte: G1. Link: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/prefeitura-sanciona-lei-que-proibe-mototaxi-em-sao-paulo.ghtml

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Trânsito no horário de pico segue em queda na cidade de São Paulo

Tráfego na marginal Pinheiros, no sentido Castelo Branco
Crise seria principal causa para recuo nos índices pelo terceiro ano seguido

O trânsito melhorou pelo terceiro ano consecutivo na cidade de São Paulo nos chamados horários de pico, a despeito do contínuo crescimento da frota de veículos.
A média dos congestionamentos no período da manhã caiu dos 81 km verificados em 2016 para 66 km no ano passado, de acordo com as medições da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Uma redução de 19%. À tarde, a queda no índice de lentidão foi ainda maior, de 21% (109 km para 86 km).
Os dados são ainda mais relevantes se comparados com o ano de 2014, quando a capital paulista teve, em média, 30 km a mais de engarrafamento das 7h às 10h, e 55 km a mais das 17h às 20h.

Crise
Mas o que explica essa redução grande no trânsito se, de dezembro de 2014 para cá, a frota de veículos aumentou em 715 mil veículos (9%)? “A crise econômica diminuiu os congestionamentos”, afirma o arquiteto e urbanista Flamínio Fichmann, consultor na área de transportes.
O país enfrentou nos últimos anos a maior recessão de sua história. O desemprego explodiu na região metropolitana de São Paulo, passando de 11% (em 2014) para os 18% verificados em dezembro do ano passado.Mas o que explica essa redução grande no trânsito se, de dezembro de 2014 para cá, a frota de veículos aumentou em 715 mil veículos (9%)? “A crise econômica diminuiu os congestionamentos”, afirma o arquiteto e urbanista Flamínio Fichmann, consultor na área de transportes.
O país enfrentou nos últimos anos a maior recessão de sua história. O desemprego explodiu na região metropolitana de São Paulo, passando de 11% (em 2014) para os 18% verificados em dezembro do ano passado.
Fichmann explica que a principal motivação para as pessoas deixarem suas casas é justamente o trabalho —46% das viagens ocorrem por essa razão. A segunda é a educação, com 32% (segundo dados de pesquisa de mobilidade feita em 2012 pelo Metrô de SP). “Com menos gente empregada, houve uma queda acentuada na necessidade de deslocamento”, diz o consultor.
O engenheiro Ailton Brasiliense Pires, ex-comandante da CET e atual presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), tem a mesma opinião. “O que mais pesa, no final das contas, é a economia”, afirma.

Resultado de imagem para imagem gps nocarroNovas Tecnologias
O consultor Fichmann não cita a mudança na CET, mas afirma que outros fatores estão influenciando a melhora do trânsito, além da crise.
“Com a disseminação das novas tecnologias, está caindo a demanda por viagens”, afirma, mencionando por exemplo a viabilidade de se realizar reuniões à distância e fazer compras pela internet.
Segundo ele, aplicativos que informam o melhor caminho ao motorista também ajudam, embora tenham um efeito colateral indesejado. “Despejam veículos nos chamados sistemas viários locais, que não foram capacitados para receber esse aumento do tráfego”, afirma.

Fonte: Folha de São Paulo

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Greve perde força e combustível começa a chegar aos postos

Escolta policial garante o abastecimento de combustível em diversas cidades (Vladimir Platonow/Agência Brasil)
Cidades do interior são as que ainda têm mais relatos de desabastecimento; nas capitais, combustível já está quase normalizado

A greve dos caminhoneiros perdeu força nesta quinta-feira, 31, que marca o 11º dia do movimento. Apesar de alguns pontos de manifestação ainda espalhados pelo país, a paralisação dos caminhoneiros já não causa tanto impacto e abastecimento tanto de combustível quanto de alimentos já começa a se normalizar em todo o país. 

“O abastecimento de combustíveis está melhorando em todos os estados brasileiros, embora em alguns ainda haja protestos e bloqueios, principalmente em estradas no interior. Na maioria das capitais, o suprimento de combustíveis está se normalizando”, diz nota divulgada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Conforme último levantamento divulgado no início da noite desta quarta-feira, 30, pela ANP, o abastecimento na capital, Campinas e Sorocaba está praticamente normal.

Fonte: Revista Veja.