quarta-feira, 20 de junho de 2018

6 dicas de segurança para evitar acidentes de trânsito

Se você é motoristas, sabe bem o que é ficar o dia todo no trânsito. A tarefa está longe de ser uma das mais fáceis e, para ser bem-sucedido, exige atenção máxima. Em se tratando de direção e trânsito, qualquer deslize pode acabar em acidente — algo que ninguém quer!

Para o motorista, seu carro é sua empresa. Por isso é importante se ligar que o desgaste que uma colisão causa também é sinônimo de um baita prejuízo financeiro: imagina ficar dias com o veículo parado e sem chances de aumentar os ganhos?
Pensando nisso, levantamos aqui algumas dicas de segurança no trânsito que podem tornar essa tarefa um pouco mais fácil.

1. Atenção aos outros motoristas

Trabalhar dirigindo exige atenção em vários focos e um deles é na atuação de quem dirige ao seu redor. Infelizmente nem todo mundo sabe como ser motorista — ainda existem pessoas que insistem em ser imprudentes, sem interesse em ser um profissional de verdade. Para evitar colisões ou qualquer outro desgaste, esteja sempre atento a todo momento.
Além disso, fique de olho na forma como os outros dirigem. Essa é uma forma de entender melhor o que eles costumam fazer e estar sempre preparado para as movimentações.

2. Foco apenas nos apps
Você já deve ter ouvido falar que atender ligações, usar o WhatsApp ou outros aplicativos do tipo enquanto estiver dirigindo é furada, né? Ainda assim, há motoristas que se envolvem em ciladas por estarem com sua concentração comprometida. Por isso, o uso deve ser restrito aos próprios aplicativos para motoristas.
Então é bom tomar cuidado! Essas funções e outros apps devem ser usados quando o carro estiver parado.
Digite o endereço do local a que vai se dirigir ainda quando o veículo estiver parado e, depois disso, suspenda o uso. Essa é a forma mais segura de trafegar!

3. Distância segura dos outros carros
Entre as dicas de segurança no trânsito que podemos listar aqui, não poderíamos deixar de falar da distância entre os veículos. Essa tática faz parte da direção defensiva e deve ser aplicada sempre que possível.
Segundo alguns especialistas do trânsito, no caso de quem roda na cidade, o ideal é que seu carro fique posicionado de forma que seja possível ver os pneus do veículo da frente de forma completa.
Vai dirigir em uma rodovia? Então a distância deve ser um pouco maior. O recomendado nesse caso é que esteja a três segundos de distância do carro da frente, pois essa é a melhor forma de conseguir frear e parar o veículo sem nenhuma colisão caso seja necessário.

4. Humor e saúde em dia também é segurança
Por mais que algumas pessoas neguem, a verdade é que nem sempre estamos aptos a pegar o volante. Para dirigir, é preciso estar com boas condições físicas e emocionais.
Nesse caso, por mais que esteja bem fisicamente, pode ser que o motorista esteja com a cabeça cheia, o que compromete a concentração.
Para ser prudente no trânsito, é também preciso avaliar a si mesmo. Pense que os níveis de estresse emocional podem provocar a desatenção e acabar favorecendo algum tipo de acidente.
Os limites físicos devem ser igualmente respeitados. Se estiver extremamente cansado, com sono ou algum tipo de dor, deixe para dirigir apenas quando esses sintomas tiverem ido embora. Analise-se com frequência e, caso não esteja em boas condições, recuse-se a dirigir!

5. Carro e acessórios sempre em dia
Essa dica pode parecer um pouco clichê, mas é deixada em segundo plano por muitas pessoas (inclusive motoristas profissionais). É claro que a maioria dos acidentes são causados por falha humana, mas uma parcela considerável acontece por falta de manutenção do veículo, então não entre nesse índice.
Muitas vezes o pneu está careca e não foi calibrado, fazendo com que o carro acabe tendo a estabilidade comprometida. Ou, ainda, uma luz de seta queimou e fica difícil realizar a sinalização com mais segurança. Os exemplos são os mais diversos, mas é bom considerar todos os detalhes.
Portanto, não deixe de fazer a manutenção e checar se o veículo está em boas condições antes de começar a trefegar com ele por aí.

6. Cruzamento e pista molhada, atenção redobrada!
Para fechar nossa lista de dicas, não poderíamos deixar de abordar esse assunto. Em caso de chuvas ou pista molhada, é bom ter ainda mais cautela. Nesse caso, o motorista deve ficar seis segundos atrás do carro da frente — o dobro da distância normalmente indicada.
Outro cuidado importante nesse tipo de situação é trafegar pelas pistas centrais. Como costumam acumular menos água, elas fazem com que você fique um pouco mais protegido da temível aquaplanagem (que é quando a água fica entre os pneus e o solo e o carro fica sem controle). Além disso, esteja com a velocidade reduzida e com muita calma.
Os cruzamentos também merecem um olhar especial e mais prudência, pois são muito perigosos. Sempre existe o risco de um apressadinho passar no sinal vermelho e acabar pegando alguém que arrancou assim que o semáforo abriu. Essas colisões costumam ser bem graves, então não tenha pressa de sair assim que o sinal mudar de cor.

Depois de conhecer algumas dicas de segurança no trânsito, não deixe de colocar cada uma delas em prática. Lembre-se: conhecimento sem prática não adianta nada, então hora de fazer com que esses cuidados virem realidade.

Fonte: Vida de Motorista

Nenhum comentário:

Postar um comentário