segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Prefeitura de SP lança site para divulgar dados sobre acidentes de trânsito

VIDA SEGURA
Site 'Vida segura' tem informações sobre localização dos acidentes, tipos, horário, dias da semana, pontos críticos por região, além de gênero e idade das vítimas.

A Prefeitura de São Paulo lançou uma plataforma na internet em que a população poderá acessar os dados relacionados a acidentes de trânsito na capital paulista.

O site traz informações sobre localização dos acidentes, tipos, horário, dias da semana, pontos críticos por região, além de gênero e idade das vítimas, dentre outras informações, como tipo de veículo envolvido. É possível também fazer o recorte por vias ou prefeituras regionais.

O site integrará dados de acidentes dos últimos três anos (2015, 2016 e 2017) e buscará, segundo a Prefeitura, aumentar a transparência na divulgação de informações sobre acidentes na capital.

A plataforma "Vida Segura" poderá ser acessada por este link e foi lançada pelo prefeito Bruno Covas e o secretário municipal de Transportes, João Octaviano, durante seminário sobre mobilidade realizado em uma biblioteca em São Paulo.

'Nenhuma morte no trânsito é aceitável'
Segundo Octaviano, o objetivo é que cidadãos e estudiosos possam ter as mesmas informações que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

"Estamos entrando no objetivo de Visão Zero, em que nenhuma morte no trânsito é aceitável. O objetivo é atingir a meta de 6 mortes por 100 mil pessoas em 2020, que é uma meta mundial. Hoje, a cidade de São Paulo já está com 6,3", disse Octaviano. Em 2017, eram 6,57 mortes no trânsito por 100 mil habitantes na capital.

"A plataforma vai dar todas informações para análises específicas, para que possamos identificar as causas dos acidentes e rapidamente agir com políticas públicas", salientou Octaviano. "Na marginal, por exemplo, na região da ponte do Morumbi, na pista expressa, passam cerca de 4.500 motos por hora. Estes dados nos ajudam a tomar medidas preventivas", salientou o secretário.

A diferença em relação ao Infosiga, do governo do Estado, é que, nesta plataforma da Prefeitura, os dados são obtidos diretamente do boletim de ocorrência da Polícia Civil. Já para o "Vida Segura", técnicos da CET lêem e analisam os boletins de ocorrência, além de acompanharem o estado das vítimas durante um mês após o acidente.


A previsão, segundo o prefeito Bruno Covas, é que, a partir de abril de 2019, a plataforma tenha disponível dados do último trimestre (o primeiro trimestre daquele ano), "para que as medidas de correção possam ser tomadas cada vez mais imediatamente e haja cada vez transparência nos dados, que são da população".

O lançamento do site integra atividades da Semana da Mobilidade, para chamar a atenção da sociedade sobre o respeito da proteção do pedestre, que levará manifestações teatrais a terminais de ônibus e a avenidas com dicas de prevenção de acidentes.

https://vidasegura.prefeitura.sp.gov.br

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário