sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Desafios da mobilidade futura exigem soluções inovadoras

As megatendências na indústria automotiva estão enfrentando novos desafios em termos de materiais, mas, ao mesmo tempo, criando oportunidades. A eletromobilidade e a direção autônoma estão prontas para revolucionar os carros, colocando à prova os conceitos consolidados sobre os veículos. As tendências automotivas como emissões reduzidas, eletrificação e direção automatizada só se tornarão uma realidade com a inovação constante. Os veículos modernos já dependem consideravelmente de soluções em materiais da indústria química; no entanto, no futuro, a química terá um papel ainda maior, contribuindo significativamente para a solução dos desafios da mobilidade.

Segurança em primeiro lugar – plásticos retardadores de chama                       

O sucesso da eletromobilidade está atrelado à velocidade com que conseguimos otimizar o desempenho, peso, segurança e, acima de tudo, a eficiência das unidades de tração elétrica. Os plásticos de engenharia com elevada capacidade para retardar chamas são indispensáveis para possibilitar economia em termos de peso e espaço de instalação, necessários para componentes de alta tensão. Estes plásticos de engenharia atendem aos mais rigorosos requisitos de retardamento de chamas, estabilidade de cor, mecânica e isolamento elétrico. Ao mesmo tempo, as propriedades isolantes intrínsecas aumentam a segurança no veículo.

Direção autônoma – responsabilidade dos sensores

Além da eletromobilidade, a direção altamente automatizada também revolucionará os veículos do futuro. Em veículos autônomos, o interior será uma sala de estar estendida. O número de sensores aumentará significativamente, liberando os motoristas de muitas tarefas relacionadas à direção.

Fonte: Basf

Nenhum comentário:

Postar um comentário